Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

02/09/2010 09h21 - Atualizado em 02/09/2010 09h36

Empresário gasta R$ 40 mil para fazer boneca inflável da ex

Boneca inflável conta até a forma das unhas e dentes da ex.
'Eu quero igual a ela, mas com peitos maiores', pediu empresário.

Do G1, em São Paulo
Um empresário de 50 anos gastou 15 mil libras (R$ 40,4 mil) para criar uma boneca inflável da ex-namorada depois que ela o abandonou, segundo reportagem do jornal "The Sun".
Homem encomendou boneca inflável idêntica à ex-namorada.Homem encomendou boneca inflável idêntica à ex-namorada. (Foto: Reprodução/The Sun)
O homem levou várias fotos da ex para que o fabricante de brinquedos adultos Diego Bortolin fizesse a boneca. "Eu quero igual a ela, mas com peitos maiores", teria dito o empresário.
Bortolin, que não quis revelar o nome do comprador, cria bonecas infláveis em sua loja Tentazioni, em Treviso, na Itália.
Segundo ele, suas bonecas são muito realistas. Bortolin destacou que o modelo encomendado pelo empresário ficou mais caro, porque ele queria uma boneca idêntica à ex, incluindo a forma das unhas e dentes.

Após tratamento, garoto indonésio de 2 anos para de fumar

Após tratamento, garoto indonésio de 2 anos para de fumar

'Nós trocamos o passatempo dele de fumar por brincar', disse autoridade.
Segundo família, Ardi Rizal fumava cerca de 40 cigarros por dia.

Da France Presse
Ardi Rizal, o menino indonésio de 2 anos que, segundo sua família, fumava cerca de 40 cigarros por dia conseguiu parar de fumar, após um intenso tratamento médico, informou o centro pediátrico em que ele era tratado nesta quinta-feira (2).

Ardi Rizal chocou o mundo quando um vídeo em que aparecia fumando cigarros foi publicado na internet em maio e chamou a atenção para as falhas do país asiático em regular a indústria do tabaco.
Aldi SugandaRizal, de 2 anos, é visto fumando cigarro 
enquanto brica com parentes em 23 de maio, em Sekayu, distrito de 
Sumatra, na Indonésia. Segundo relatos da família, ele é viciado em 
cigarro e fuma 40 por dia. Ele começou a fumar aos 18 meses, quandoAldi SugandaRizal, de 2 anos, é visto fumando cigarro enquanto brica com parentes em 23 de maio, em Sekayu, distrito de Sumatra, na Indonésia (Foto: Barcroft)


“Ele deixou de fumar e o mais importnate é que não pede mais cigarros”, disse o secretário-geral da Comissão Nacional de Proteção à Infância do país, Arist Merkeda Sirait.
Seis meses depois de seu pai lhe dar o primeiro cigarro, o garoto, acima do peso, estava fumando dois maços por dia e reagia com violência quando o vício não era satisfeito.

Acompanhado pela mãe, Ardil deixou a pequena vila em que vivia na ilha de Sumatra para se submeter ao tratamento na capital.

“Ele recebeu tratamento psicológico por um mês, tempo no qual os terapeutas o mantinham ocupado em atividades e o encorajavam a brincar com outros garotos da mesma idade”, disse Sirait. “Nós trocamos o passatempo dele de fumar por brincar.”

Em junho, a comissão já havia informado que a terapia havia feito Ardi baixar o consumo de 40 para 15 cigarros diários.

O caso de Ardi chamou a atenção para os perigos das agressivas campanhas de marketing da indústria do tabaco voltada a mulheres e jovens em países em desenvolvimento como a Indonésia, onde a fiscalização é fraca e muitas pessoas desconhecem os males do cigarro.

O consumo de cigarro no arquipélago no sudeste da Ásia atingiu cerca de 47% da população nos anos 1990, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.
 

sexta-feira, 27 de agosto de 2010





O FILHO DA AMIGA DA MINHA MÃE QUE MORREU HOJE, 24/08/2010,CAIU DA MOTO QUE PILOTAVA E AINDA FALANDO FOI COLOCADO NA BULANÇA
DOS BOMBS-RJ. 
E LEVARAM PARA............ LOURENÇO JORGE!!!
LEMBRA QUE LÁ NÃO TINHA ORTOPEDISTA QUANDO A SUA AMIGA TEVE UM
ACIDENTE NA AYRTON SENNA MESMO E TEVE QUE IR PARA O MIGUEL COUTO. 
IMAGINA SE HAVERIA UM NEUROLOGISTA....
PORRA, AINDA FORAM OPERAR O MOLEQUE. CLARO QUE NÃO RESISTIU.
QUANDO O GOVERNADOR MACHUCA O JOELHO, ELE PROCURA UM HOSP. PÚBLICO?
NÃO É BOBO, NÉ... SABE QUE PODE FICAR SEM AS PREGAS.  
A EQUIPE CIRÚRGICA QUE OPEROU O CARA DEVE TER SIDO 
UMA ENFERMEIRA BÊBADA, O SERVENTE QUE COME A PEDIATRA 
E UM PEIXEIRO DO MERCADINHO DA BARRA, QUE SÓ ATRAVESSOU A RUA.
TÔ PENSANDO EM VIRAR MÉDICO-CIRURGIÃO PARA OPERAR FILHOS DA PUTA....

POSTA ESSA MERDA AEH COM A FOTO DO RONALD REAGAN.................. 

--
ALESSANDRO CARVALHO

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

ἀναρχος ANARKHOS

Na madrugada desta quinta-feira, em plena alta temporada de verão e muita badalação, um grupo de anarquistas atacou com bombas de tinta a prefeitura da ilha de Santorini, um importante destino turístico na Grécia famoso no mundo todo pelas paisagens magníficas e os luxuosos iates que ficam ali ancorados.




Os anarquistas bombardearam outros imóveis estatais importantes da ilha, assim como bancos e butiques. Eles também realizaram pichações com frases anticapitalistas, antiautoritárias e irônicas. Ninguém foi preso.



Um site de notícias local escreveu: "A Prefeitura Municipal literalmente mudou de cor, quando desconhecidos vandalizaram o prédio com tintas e pichações durante a noite. Os slogans eram marcadamemente anarquistas; no local também foram espalhados panfletos com conteúdo anarquista (Sem piedade para os assassinos de Lambros Fountas e fogo nas prisões, etc.). Uma sucursal do Banco de Pireu Fira e outros estabelecimentos comerciais também sofreram com a ação dos malfeitores que ignoraram as câmeras de vigilância. Os acontecimentos desta noite do dia 5 de agosto, só podem ser qualificados como um autêntico assalto às instituições sob tutela do Estado grego."



A ilha de Santorini, além de ser conhecida como uma luxuosa estância de verão, é apontada como local - universo turístico - de trabalhos precários e de exploração de mão-de-obra barata grega e imigrante.



agência de notícias anarquistas-ana

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Torcida destrói o próprio estádio para não ver rival jogar




A Uefa determinou que o AEK Atenas enfrente o Dundee United-ESC, em jogo de volta pelos playoffs da Liga Europa, no estádio do Panionios. E a determinação acertou em cheio a torcida do Panionios, clube de influência turca, que não perdou o aval dado pela diretoria de seu clube e vandalizou o Estádio Nea Smyrni.
Na manhã desta quarta-feira, o estádio apareceu com danos em diversos setores - traves foram destruídas, o gramado foi esburacado e diversas dependências foram pichadas. O banco de reservas que receberia a comissão do AEK foi queimado.
Segundo agências internacionais, cerca de 80 invasores encapuzados entraram na arena para atacar a construção. Ao longo das próximas horas, funcionários do próprio Panionios devem trabalhar para deixar o Estádio Nea Smyrni em condições para a partida do rival.
O AEK ainda estuda a possibilidade de realizar o jogo em um terceiro local, caso não tenha condições de atuar a tempo no Estádio Nea Smyrni. Se não conseguir entrar em campo nesta quinta-feira, o clube tem grandes chances de ser eliminado da Liga Europa.
A Uefa vetou a realização do jogo no Estádio Olímpico de Atenas, uma vez que os delegados da entidade não aprovaram as condições do gramado para a uma partida de competição continental. As temperaturas elevadas, somadas ao tempo seco de Atenas, são as principais causas do mau estado do campo da arena na capital grega, que vem sendo trocado.
Caso jogue, o AEK pode até empatar com os escoceses do Dundee United para avançar na competição. Na primeira partida, realizado no Estádio Tannadice Park, em Dundee, os helênicos venceram por 1 a 0.

PAISAGENS DE ESQUERDA


A administração da miséria é a principal proposta política capitalista para o século XXI. Assim, os mercados seguirão funcionando em meio ao caos social, pois estarão protegidos militarmente até que o número de pobres seja reduzido e haja uma distensão das contradições insolúveis ao capital. Com um número menor de habitantes, a exploração do Planeta poderá ser equacionada em planos mais sustentáveis já que a dominação sobre a Natureza e a Humanidade fora racionalizada reduzindo os mais latentes fatores de instabilidade, sobretudo, a pressão da revolta dos explorados.


De fato, os capitalistas esperam que os pobres se auto-eliminem através de guerras locais, violência urbana, conflitos no campo, etc., completando a redução pelo extermínio via fome e doenças propagadas pela guerra econômica. Atacando em três frentes cientificamente articuladas (política, econômica e cultural-ideológica), o capital aguarda que bilhões de violentados, famintos e doentes desapareçam nos anos correntes enquanto o mundo parece um campo de concentração nazista. Desta maneira, em 100 anos, talvez haja as condições sociais adequadas no ponto de vista burguês para o estabelecimento de outro modo de produção social, tecnologicamente mais eficiente em termos de rapinagem e destruição sem se preocupar com revoltas, sabotagens, sublevações e motins.

Enquanto o sistema de terror global massacra povos inteiros, os estados garantem internamente a eliminação de todos os setores economicamente espoliados. A coesão social é gerida ideologicamente e sempre lembrada pelas polícias, grupos de extermínio, paramilitares, bandos fascistas e as demais escórias que servem aos exploradores, como igrejas, escolas, universidades, jornais, redes de televisão, etc. Tentam nos adestrar com as mentiras mais imundas, contudo a matéria do nosso corpo alimenta o ódio do nosso espírito, revelando quem e onde devemos combater.

As situações revolucionárias promovidas pela juventude anarquista grega destacaram o ímpeto solvente dos espaços libertários. A criação de espaços libertários materializa liberdades individuais e coletivas em negação antagônica às propostas de submissão e embrutecimento da degenerada sociedade burguesa. Os espaços libertários apontam também para outros elementos emancipatórios de luta ao passo que organizam demandas populares não contempladas pelos antigos modelos sindicais. Ninguém caminha para a liberdade de costas, olhando apenas às necessidades. Os espaços libertários, em qualquer parte do mundo, garantem a nossa sanidade física e espiritual, promovem a solidariedade, o conhecimento e a educação classista, reúnem grupos sociais reprimidos, socializam com base em aspectos humanos mais elevados e criam uma confraternização para além da competição, da dominação e da exploração capitalistas. Existe um histórico de espaços libertários desde as comunas imortalizadas pelo pintor flamengo Pieter Bruegel até as mais recentes comunidades hippies. Hoje, saudamos outras paisagens de esquerda nos bairros anarquistas de Atenas. ¡Salud!

Por Aleksandrovich

terça-feira, 24 de agosto de 2010